quarta-feira, 30 de maio de 2007

Ética

Observe essa notícia extraída da página do Terra:

"Paramédicos riem em morte de paciente e são demitidos

O tribunal de Southampton, no Reino Unido, concluiu que a demissão de dois paramédicos do hospital IW Healthcare NHS Trust - que riram e fizeram piada enquanto um paciente morria - foi justa. Eles tentaram entrar com recurso para ter o emprego de volta, mas não conseguiram.

Os funcionários foram acusados por outro paramédico. Segundo ele, a equipe havia sido chamada para uma emergência na casa do paciente. Enquanto tentavam ressuscitá-lo com uso de desfibriladores, um caranguejo apareceu na cozinha, onde ocorria o atendimento. Eles começaram a rir e fazer piadas, dizendo que seria engraçado "tentar fritar o caranguejo com o desfibrilador".

Segundo o jornal Daily Mail, o tribunal concluiu que, quando alguém está morrendo, o último sentido que ainda funciona é a audição, o que significa que o paciente ouviu as risadas enquanto agonizava.

O técnico de ambulância John Jones e o paramédico Clive Greedy foram demitidos por má-conduta por causa do incidente. Eles foram denunciados por Darren Claydon. Eles afirmaram perante o tribunal ter recorrido a todos os procedimentos possíveis para tentar salvar a vida do homem."


Reflita:

- Enquanto no Reino Unido profissionais são dispensados por causa de uma leve piada de caranguejo, sem contudo, deixar de atender ao paciente...no Brasil, se esquece tesouras dentro dos corpos...

- Qual o tempo para se marcar uma consulta no SUS?

- No Reino Unido, parece que a palavra ÉTICA é levada a sério...


8 comentários:

eduardo disse...

Oi Célia muito oportuna esta msg, NÃO podemos tratar a morte como uma simples folha que cai de uma árvore. O homem é um animal social (Aristóteles)e só pode viver se tiver semelhantes para interagir. Ainda bem que temos vc para mostrar caminhos que nos levam "Ad Astra Et Vltra" ...

Mineiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Filipe Ribeiro disse...

Achei muito infeliz a atitude desses dois sujeitos que serao devidamente punidos pela justiça.Isso nao é coisa que se faça nem com animal,devemos ter respeitos uns aos outros,pelo menos la fora ainda os culpados sao devidamente punidos e enquanto aqui no Brasil a sem comentarios,depois nao sabem pq o Brasil nao vai pra frente.Filipe 2oC Dilecta.

Luiz Eduardo disse...

Boa noite, professora Célia.
De acordo com a leitura feita pude perceber que o nosso país está ainda muito aquem de outros lugares no mundo em questão de saúde pública, pois se lá os paramédicos foram punidos por rir, o que teria que acontecer aos nossos profissionais da saude?
No Brasil a saude está um caos, filas de espera enormes para consultas, sem falar de transplantes que na maioria das vezes os pacientes morrem bem antes de ter uma oportunidade, postos médicos sem aparelhos, sem remédios...
Precisamos de uma estrutura geral na saúde do nosso país e com maior comprometimento social e politico.

Luiz Eduardo 1ºA Dilecta

templário .´. disse...

Olá minha amiga Célia...

realmente reportagem interessante... eu por acaso já tinha visto na BBC... e muito oportuna sua comparação com os serviços de saúde no Brasil... e com relação também ao Serviço Social e INSS... e vou então aproveitar sua deixa... e reafirmar sua posição... Nós Brasileiros temos até uma visão mto pacífica com relação ao que se passa no país... vejamos... o Brasil no que diz respeito ao atendimento de saúde pública hj...simplesmente não existe... é zero... mas sempre vai ter alguém que dirá... Ué... mas temos hopitais de referência...!!! realmente... só que apenas para quem paga planos de saúde caríssimos... mas temos parcela de culpa nisso... qdo votamos e elegemos representantes sem ter conhecimento de sua real conduta... qdo trocamos nossos votos por favores... e qdo deixamos esquecer todos esses escândalos que ultimamente vemos em nossa vida política... nos omitimos... esquecemos fácil... ética? anda em falta... eu aconselharia uma coisa ao país... Parlamentarismo... mudemos... já vimos que o presidencialismo vive as custas de trocas... no Parlamentarismo... se não estamos satisfeitos... trocamos... pensem bem... e não façamos como da última vez qdo votamos em plebiscito e nem sabíamos do que se tratava... Grande abraço Célia e que a ética e os exemplos aflorem de novo pelo Brasil...

gisele disse...

Ética, essa palavra parece não ter tanta importância assim aqui no Brasil, não é?
Tantos fatos medonhos, e ao mesmo tempo vergonhoso para a nação brasileira.Por isso tenho muita admiraçãopela nação inglesa que muito respeita o próximo, que respeita o país e que principalmente leva seus principios a sério.
As leis neste país são muito leves para condenar crimes sérios.A vida das pessoas por aqui parece não ser mais importânte que o dinheiro.
A ambição dos politicos, deixe-me consertar essa frase, não só dos politicos como a ambição da sociedade fazem com que a ética e a moral das pessoas já não tenha mais valor.
"Carregamos tantos vícios,que já não há mais virtudes para contar.Cultivamos precipicios em que despencamos sem pensar."
Frase do cara que mais me inspira. Nenê Altro: vocalista, poeta, polêmico, filosofo.
A ética não terá a menor importância enquanto os sonhos da sociedades forem movidos por dinheiro.

GISELE 2°E DILECTA (NOITE)

esporte disse...

kna minha opnião foi sim um pouco fora de ética fazer piadas num momento tão sério, onde uma pessoa se encontrava entra a vida e a morte,mas nada que justifique as demissões dos médicos que pela postagem fizeram de tudo para salvar o paciente...
mas independente da minha opnião
eu acho que o Brasil seria um pais bem melhor se a ética fosse tão valorizada assim como no Reino Unido.

vinicius monteiro - 1B - Dilecta

Thais Fernandes - 1ºf dilecta disse...

com toda certeza isso esta mais do que certo deles serem punidos, já no Brasil falta até médicos para atender os pacientes, isso quando não ocorre vários erros médicos. achei de bom tamanho a demissão deles. O Brasil seria muito melhor se agisse igual ao reino unido com certeza os médicos pensariam duas vezes antes de fazerem piadas de mal gosto.