quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Thomas Hobbes: "O homem é o lobo do homem"


Thomas Hobbes (1588/1679)

Para o filósofo inglês da Idade Moderna, o "Homem é o lobo do Homem".
No que ele chama de "Estado de Natureza", os homens são perfeitamente iguais, desejam as mesmas coisas e têm as mesmas necessidades, o mesmo instinto de auto-preservação.
Por isso, o estado natural é conflito..é guerra...
As guerras existem porque as pessoas querem as mesmas coisas...
Como adquirir a paz?
Apenas através de um Contrato, um pacto formal entre pessoas iguais que renunciam suas liberdades em troca de tranquilidade.
Pelo contrato as pessoas desejam o Bem Comum ..isso é feito através do Direito Positivo que se mantém pelo legislativo.
Hobbes pertence ao período filosófico chamado de "Contractualismo", período onde filósofos acreditaram que apenas um Contrato, um acordo coletivo faria o homem evoluir...

- Vc concorda que as pessoas precisem de um pacto universal para que o Estado seja pacífico? Ou...por esse prisma..o mundo precisa de um único pacto?
- As pessoas são iguais na base natural?
- Nossos instintos nos tornam agressivos? É o conforto da tecnologia e da civilização que nos mantém além dos instintos?
- É instintivo que uns tenham mais poder que outros? O mais forte?
- A Constituição seria um exemplo de Pacto?

O homem literalmente se "mata" para ter dinheiro, status, sucesso e poder consumir, mas e a qualidade de vida?

domingo, 16 de dezembro de 2007

malocas, favelas..problema antigo?

Na Letra de música abaixo, cantada como um alegre samba, se desenvolve uma crítica social, evidenciando não somente a falta de moradia, mas a falta de prestígio humano, onde vale mais quem tem mais...o "ser" não importa tanto..

Já nos trechos do poema de Drummond, percebemos que "somos diferente e queremos ser sempre diferentes" , porém, o "diferente aqui sintetiza a idéia de "superioridade" e poder..e poder sobre o quê? Quanto tempo se demora para progredir?

Uma sugestão: levante a data de criação da letra e do poema....

Saudosa Maloca

João Gilberto

Composição: Adoniran Barbosa

Se o sinhö não tá lembrado
Dá licença de contá
Que aqui onde agora está
Este ardifício arto
Era uma casa véia
Um palacete assobradado
Foi aquí, seu moço, que eu, Mato Grosso e o Joca
Construímo nossa maloca
Mas, um dia, nóis nem pode se alembrá
Veio os home co as ferramenta
O dono mandô derrubá
Peguemo todas nossas coisa
E fumo pro meio da rua
Apreciá a demolição
Que tristeza que nóis sentia
Cada taubua que caía
Doía no coração
Mato Grosso quis gritá
Mas em cima eu falei
Os home tá coa razão
Nóis arranja outro lugá
Só se conformemo
Quando o Joca falou
"Deus dá o frio conforme o cobertô"
E hoje nóis pega as páia
Na grama do jardim
E pra isquece nóis cantemo assim
Saudosa maloca, maloca querida
Dim dim donde nóis passemo dias feliz de nossas vida
Saudosa maloca, maloca querida
Dim dim donde nóis passemo dias feliz de nossas vida

FAVELÁRIO NACIONAL
Carlos Drummond de Andrad
e

Quem sou eu para te cantar, favela,
Que cantas em mim e para ninguém
A noite inteira de sexta-feira
e a noite inteira de sábado
E nos desconheces,
como igualmente não te conhecemos?
Sei apenas do teu mau cheiro:
Baixou em mim na viração,
Direto, rápido, telegrama nasal
Anunciando morte... melhor, tua vida.
...
Tenho medo. Medo de ti, sem te conhecer,
Medo só de te sentir, encravada
Favela, erisipela, mal-do-monte
Na coxa flava do Rio de Janeiro.

Medo: não de tua lâmina nem de teu revólver
Nem de tua manha nem de teu olhar.
Medo de que sintas como sou culpado
E culpados somos de pouca ou nenhuma irmandade.
Custa ser irmão,
Custa abandonar nossos privilégios
E traçar a planta
Da justa igualdade.
Somos desiguais
E queremos ser
Sempre desiguais.
E queremos ser
Bonzinhos benévolos
Comedidamente
Sociologicamente
Mui bem comportados.
Mas, favela, ciao,
Que este nosso papo
Está ficando tão desagradável.
Vês que perdi o tom e a empáfia do começo?
...
8. Guaiamu

Viemos de Minas, sim senhor,
fugindo da cerca braba lá do Norte.
Em riba de cinco estacas fincadas no mangue
a gente acha que vive
com a meia graça de Deus Pai Nosso Senhor.
Diz - que isto aqui tem nome Nova Holanda.
Eu não dou fé, nem sei onde é Holanda velha.
Me dirijo à Incelência: Isso é mar?
Mar, essa porcaria que de tarde
a onda vem e limpa mais ou menos,
e volta a ser porcaria, porcamente?
Vossa Senhoria tá pensando
que a gente passa bem de guaiamu
no almoço e na janta repetido?
Guaiamu sumiu faz tempo.
Aqui só vive gente, bicho nenhum
tem essa coragem.
Espia a barriga,
espia a barriga estufada dos meninos,
a barriga cheia de vazio,
de Deus sabe o quê.
Ele não podendo sustentar todo mundo
pelo menos faz inchar a barriga até este tamanho.

sábado, 8 de dezembro de 2007

A escola fantasma....

Você sabia que?

- NO Estado de SP, a taxa de natalidade está radicalmente caindo. Estamos constatando essa tese através das escolas públicas ou privadas de Ensino Fundamental I, II e Ensino Médio . Em 1976, período conhecido na Educação como a "Onda de adolescentes", haviam pelo menos duas unidades prediais por bairro em quase todas as cidades com mais de 40.000 habitantes. Sendo que geralmente eram por ex., no mínimo 4 salas de quintas séries do FII, com pelo menos 35 alunos...
Na verdade, o governo estadual tinha que construir prédios quase que mensalmente .......
Porém, em meados da década de 90 se iniciou uma regressão no aumento do número de salas...depois uma estatificação...agora uma regressão...
- Hoje em 2007....passei por Limeira, Iracemápolis, R. Claro, Campinas, Sumaré e Americana.....
O processo é elementar: Primeiro fecham classes...e são muitas classes que estão se fechando. Em certas escolas fecham num ano 5 salas .....e culmina no fechamento de escolas em bairros com mais de 15 anos (ou dez anos)..
Os prédios têm se tornado obsoletos..alguns, elefantes brancos.....
Um exemplo...numa escola de Sumaré no ano de 2006..tinham 6 primeiros colegiais do diurno......e duas quintas séries...
Percebemos na prática...que as crianças estão deixando de nascer literalmente...
Se compararmos o número de filhos nascido numa família com a década de 80 com a de 90...já veremos uma diminuição de 3 para 1 ou nenhum.....o que leva alguns autores da economia administrativa a afirmar que durante o século XXI experimentaremos um país de pessoas, cuja a maioria estaria acima dos 35 anos.....e isso daria efeito imediato no tempo para aposentadoria (o q já aconteceu no funcionalismo público estatal aqui). Provavelmente nesse futuro ninguém se aposentará antes dos 65 ou 70 anos (mesmo q trabalhe desde os 12)....
A amaça das "escolas fantasmas" preocupa alguns profissionais da área..por reduzir por tabela o número de contratações;;;Geralmente preocupa aqueles que não se pluralizaram profissionalmente...
No Brasil ainda não tínhamos assistido ao quadro da redução de crianças ...
De início deduziram que, como o valor de parcelas em escolas privadas caiu e são perfeitamente negociáveis, a clientela se debandou para o ensino privado...mas......as escolas particulares tb estão fechando salas...
Uma outra verdade....é q pelo menos no Estado de SP...se percebeu que a alfabetização tem realmente chegado à todos.....Portanto...somente a taxa de natalidade é indício de diminuição no número do educando.....

Particularmente penso que a constatação é excelente......a qualidade do serviço prestado deve melhorar muito......e a qualidade de vida social para todos tb ......
Um outro fenômeno tb está se desenvolvendo...:A aula digital.....
Creio q no futuro bem próximo, talvez na margem de 5 anos..., o aprendizado oficial, será feito em escala progressiva via cabo ou digital...com economia de prédios, massas de profissionais, ócio..e desinformação gerada por ausência de especialidade ou reciclagem do profissional.....

Uma sugestão de pesquisa:
Selecione na própria internet dados que evidenciem :
a) Números de prédios escolares construídos em bairros "novos" na década de 80 em metrópoles
b) Números de prédios escolares construídos nos bairros novos em 2005 ou 2006 em metrópoles....
c) Na sua própria escola...pergunte o número de alunos matriculados nas 5a séries e na Prefeitura de sua cidade tente uma estatística atualizada do números de habitantes