sábado, 4 de outubro de 2008

Eleições Municipais e Rousseau

Amanhã é dia de Eleições municipais...é bom lembrarmos de Jean-Jacke Rousseau do sec. XVII, que atestava a "vontade de todos e vontade geral"
"(1)A fundamentação do Estado rousseauniano é a vontade geral, que surge do conflito entre as vontades particulares de todos os cidadãos. Como existe uma tendência humana em defender os interesses privados acima da vontade coletiva, a assembléia, enquanto um processo de decisão, é o espaço da destruição das vontades particulares em proveito do interesse comum. Isto é diferente da vontade de todos, que seria apenas a soma dos interesses particulares dos cidadãos. “Há, às vezes, diferença entre a vontade de todos e a vontade geral: esta só atende ao interesse comum, enquanto a outra olha o interesse privado, e não é senão uma soma das vontades particulares. Porém, tirando estas mesmas vontades, que se destroem entre si, resta como soma dessas diferenças a vontade geral”. (Idem:32)."
Bem interessante observarmos que é preciso deixar nossos interesses particulares em prol do bem comum da comunidade..
Há quem diga que a teoria de Rousseau é apenas sonho já que Democracia já é falada desde a antiguidade grega mas quando exatamente existiu?
Os próprios gregos criadores do termo "poder do povo" tinham e mantinham seus escravos. Seria o termo aplicado apenas aos considerados cidadãos? Todavia se citarmos que as variações que existem no trabalho e as sub condições de vida de muitos percebemos que nunca todos tiveram os mesmos direitos..Houveram muitas tentativas, os EUA construíram até a Estátua da Liberdade, mas seus moradores latinos-hispânicos a olham com desdém...
No Brasil, país dos antagonismos, que resistem à passagem de Império à Replública, todos são cidadãos mas nem todos tem os mesmos direitos.
De qualquer forma, o país já esteve pior durante o Estado Novo de Getúlio e de 1964..No entanto, esperávamos bem mais..


Ver também (1): http://www.espacoacademico.com.br/022/22and_rousseau.htm

Nenhum comentário: