segunda-feira, 4 de maio de 2009

Cultura: Gíria


A gíria, linguagem informal que não se orienta pelo Português oficial, é uma criação popular, uma forma de expressão que se introduz no "paralelo". Ela vem e fica. Na década de 70, o cantor Roberto Carlos tornava cotidianas as expressões como "Cara" e "Coroa" como também "bicho". Até hoje se usa esse vocabulário, principalmente entre os jovens. Algumas são consideradas "palavrões", ou, palavras ofensivas.
No entanto, as perguntas que não querem se calar são:

1. O que quer dizer, ou, você sabe o significado de?

- "E ae"
- "Tô fora meu!"
- "Filho da mãe!"
- " Cara, você é massa!"
- "Caracas"
- "Conhece minha goma,meu cafofo?"
- "Esse mané não é mole"
- "Não sei, falô!"
- "Olha os home!"
- "Faz tudo nas coxas"
- "Vai de retro!"
- "Não tô nem ai"
- "E ai véio?"
- "Tá ligado?"

2. Por que palavras podem ser ofensivas? Todas palavras ofensivas são consideradas gírias?

3. O vocábulo "acho" é considerado gíria? Ex. "- Eu acho que irei"

4. Você já ouviu falar de psicolinguística?

Nenhum comentário: