sexta-feira, 21 de agosto de 2009

O professor de ontem somos nós


A escola assim está boa???
Alguém já ouviu falar em Rudolf Steiner?? Ou do método Waldorf??

Uma breve estorinha:

Um dia ressuscitaram um biólogo, um engenheiro civil e um professor. Todos do século XIX.
O biólogo se assustou quando ouviu falar de biogenética, de clones e de que pessoas estéreis poderiam ter filhos. O engenheiro quase teve um AVC quando foi chamado para ver os Arranha-céus de Manhatan, sem dizer que não entendeu nada quando viu uma planta de casa que incluia aquecedor solar..Agora o professor, ressuscitado, levantou calmamente, colocou seu jaleco, foi para a sala de aula e somente estranhou a caneta bic que estava sob sua mesa.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

A moral em Kant

A maioria das pessoas já teve chamado "peso de consciência". Talvez o filósofo alemão Emannuel Kant (1724/1804) possa responder o motivo:
"A razão prática" para Kant é similar à Ética.
Ele denota o conceito de "dever" nas regras morais que só podem consistir na própria forma da lei. "Age sempre de tal maneira que a máxima de tua ação possa ser erigida em regra universal" (primeira regra)..Aliás, ele coloca o Imperativo Categórico: "Cumpre teu dever incondicionalmente". Na segunda regra, o filósofo ressalta que o princípio do dever, não implica em nenhuma "alienação", o que é melhor exposto na terceira regra kantiana. Para se unirem numa justa reciprocidade de direitos e obrigações, os homens só têm que obedecer às exigências de sua própria razão: "Age como se fosses ao mesmo tempo legislador e súdito na república das vontades" (terceira regra) ..
Agora, preste atenção no termo "respeito" na obra do filósofo: Ele é anterior à própria lei..
Percebemos em Kant, que a moral está ligada à consciência e por sua vez, à razão..
O filósofo considera a natureza instintiva humana, por isso determina a necessidade de submissão ao dever, o que não é fácil para o homem, mas, é seu esforço para tanto é necessário para a harmonia social. Em outras palavras, estamos diante da "obrigação moral". Ser "moralmente obrigado" é ter o poder de responder "sim" ou "não" à regra moral, é ter a liberdade de escolher entre o bem e o mal e diante do poder da escolha, nossa responsabilidade aumenta..

Para ler mais, sugiro que vejam o site: http://www.mundodosfilosofos.com.br/kant2.htm

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Anjos do Sol

Gostaria de indicar aqui um filme chamado de "Anjos do sol" do diretor Rudi Lagemann. O filme retrata a velha estrutura da miséria em suas vertentes como a da prostituição infantil.
A miséria material aliada à cultural leva as pessoas a perderem ou a não terem valores mesmos os básicos como o "certo" e o "errado"..
No filme as crianças são vendidas, sofrem cárcere privado, são violadas por uma verdadeira corrente que inclui desde os pais pobres até deputados. Do mais pobre (materialmente falando) ao mais rico, ninguém questiona o "certo" e o "errado" da situação porque acreditam que estão sempre "certos"..
Insisto em dizer que o problema maior é a miséria de valores..
As pessoas estão dando conotação de "certo" à tudo que equivale ao seu próprio bem-estar..
Na verdade, "o certo" moral é aquele que se refere ao bem-estar de todos. Não perceber que alguém está sendo usurpado é uma atitude anti-humana.
Sugiro ainda que leiam a Crítica da Razão Prática de Emmanuel Kant (1781)..