quarta-feira, 17 de março de 2010

O ouro negro

Vamos falar de petróleo e entender porque Rio de Janeiro e Espírito Santo estão protestando contra a decisão dos deputados federais em distribuir os royalty entre os demais estados brasileiros?

É a partir de 1859 que ele irá iniciar a saga humana do lucro sobre ele, quando visitando a Pensilvânia, George Bissel se depara com esse produto. Percebendo-se o seu benefício, é chamado de “O ouro negro”. Em princípio servirá apenas para o querosene da iluminação, mas depois que Henry Ford funda a indústria automobilística e fabrica seu primeiro carro 1896 se torna um importante e necessário produto, sendo também utilizado depois nas guerras com o advento do avião
Quase 70% das reservas de petróleo estão no Oriente Médio, assim, se percebe a questão das guerras intermináveis no Golfo, considerando que a existência de várias multinacionais como Texaco, Móbil Oil e Esso entre outras na região árabe. Porém, como sabemos o Golfo pertence ao terceiro mundo e dessa forma, servilmente foi sempre tratado.
Entre as principais crises de petróleo podemos citar a do final da década de 70, onde o preço do barril saltou de U$ 13,00 para U$ 34,00. Isso fez o preço de seu principal derivado, a gasolina fosse disparado internacionalmente. No Brasil, por exemplo, carros como a “sensação do momento”, o Galaxie fossem vendidos rapidamente pelos seus proprietários..
Desde essa época também se diz que a reserva fóssil responsável pela produção do produto iria acabar em pouco tempo...
Não sabemos exatamente o teor dessa afirmativa, mas sabemos que se encontra petróleo até no Brasil ainda hoje...(interessante que se diz o mesmo da água)...
No Brasil, um dos defensores da existência do produto aqui foi o escritor Monteiro Lobato que inclusive gerou polêmica na década de 40. Nossa maior reserva é a Bacia de Campos no Rio de Janeiro, agora entendemos porque o Estado do Rio está em estado de protesto tão significante com a decisão dos deputados de “democratizar” os royalties.
Mas o que são “royalties”..??
No mercado do franchising o conceito de royalty é muito comum. Esse termo é usado para denotar o processo de produção e permitir sua comercialização. No caso o lucro ficaria para o próprio Estado produtor. O que os deputados querem seria a distribuição dos lucros mesmo para os Estados não produtores, lembrando que no Brasil, diferente dos EUA, o cidadão comum não pode comercializar nem deter o petróleo, apenas os governos estaduais e a união tem poder sobre o mesmo..

Agora vamos refletir:
Você já ouviu falar em Pro-alcool?
O petróleo teve e tem várias crises, o preço da gasolina sempre está alto demais para os bolsos dos consumidores, não haveriam outras alternativas de combustível?? Se existem porque não recebem o mesmo apoio??

2 comentários:

R&C disse...

Olhe parabens pelos seus video, veja a minha poesia e diga-me o que acha http://rcboattrip.blogspot.com/

armandogt disse...

Adorei o blog. Vou seguir. Parabens pela iniciativa!!