sábado, 5 de maio de 2012

Disciplina: Prisões de corpos..(leitura a partir de Michel Foucault)

Segundo Michel Foucault (1926/1984), a partir dos séculos XVIII e XIX,  não é preciso, exatamente, "domesticar" os instintos animais presentes no Ser Humanos, mas, se torna tarefa atraente disciplina-lo para poder vigia-lo. Por isso, a ênfase moderna nos quartéis, escolas e hospitais.
A disciplina fabricaria corpos submissos através de fórmulas gerais de dominação. Para tanto, exige-se cercas e muros assim como um local protegido pela monotonia. 
Etimológicamente, o termo "disciplina" se origina com "discípulo", aquele que segue algo ou alguém de forma metódica. Ela seria necessária? 
Bem, vamos dizer que, em sala de aula, carteiras enfileiradas dão ao professor, autoridade instituída, o poder panorâmico de ver a todos de um unico ângulo.Há portanto, um distanciamento claro, entre o sujeito aprendiz e o seu orientador.
Fileiras e filas tornam fácil tarefas complexas, suas essências são o controle da situação. Se de um lado facilitam, do outro trazem questionamentos existenciais, enfim, controlaram o bicho homem? Isso é bom?
Nesse momento, precisamos agora ultrapassar o conceito de "disciplina", quase militarizada, para chegarmos à noção de "respeito", pois são termos que podem interagir, mas, são distintos..
O respeito precisa muitas vezes de uma certa disciplina, afinal não podemos, dentro dos limites do Pacto Social, fazer tudo que desejamos, por ser, em alguns momentos, inviável para um grupo. Todavia, a disciplina não pode ser redundante..repetir-se somente para engaiolar o Ser.
A palavra "respeito" vem do latim "respicere", que significa "olhar para trás"   ...Respeito quer dizer evocar o passado e admirar o que nele foi positivo para a evolução. Esse termo é aliado da palavra "merecimento". É preciso ter merecido estar num determinado cargo ou situação..
Precisamos de alguma disciplina, aquela que nos introduza no campo do respeito aos direitos das pessoas. Com certeza, não precisamos estar enfileirados, porém, precisamos estar cientes de que as pessoas merecem ser ouvidas sem sarcasmos.
Infelizmente, alguma docilização dos corpos precisou ocorrer para que não fossemos apenas revolução e furor.. Isso não foi o preço do capitalismo e sim, da evolução do pensamento sobre o corpo..

2 comentários:

@TalitaBarbosaC disse...

Hoje há crianças que são criadas diretamentes a regras, elas ja cresçem habituadas a esse ambiente, já em vista de outras não, pais muitas vezes não definem regras o que faz a pessoa se tornar uma pessoa muitas vezes um tanto rude, pois acha que tudo pode, e não tem respeito ao proximo e nem a opinião de tal.

Talita Barbosa Costa - 2ºA

@TalitaBarbosaC disse...

Muitas vezes as crianças são criadas ao redor de regras e disciplinas definadas pelo pais, essas crianças se habituam a isso e se tornam pessoas que respeitam ao outro e a opinião de tal, portando há outras que não são criadas desse modo, elas cresçem sem nenhuma correção dos pais, e chegam a fase de achar que tudo elas podem e não respeitam ao proximo . Disciplina deve-se ser ensinada pelos pais também!
Talita Barbosa Costa - 2°A