terça-feira, 26 de novembro de 2013

Realidade que te quero...

A realidade de cada dia.....
A realidade muda a cada segundo mas o que chamamos de realidade?
Realidade é aquilo que existe por si mas também é aquilo que está muito distante de nosso conhecimento. Isso porque só apreendemos a realidade a partir de nossos sentidos cuja a interpretação, baseada em experiência e vivência, é quase sempre falha...
Sem contar que em vários momentos parecemos escolher a realidade que queremos viver baseados em nossa própria vaidade, em nossos desejos e projeções...
Assim, é preciso reconhecer a qualidade da fragilidade do real que temos......O cérebro, por exemplo, é um sujeito enganável..
Quando você esta de frente ao PC, numa rede social como o facebook ou no Skype, você se encanta com pessoas belas que estão adicionadas por seus amigos....Você as conhece e vibra. Você sofre por ansiedade até ela aparecer on-line..Você explode apaixonadamente em sorrisos quando ela surge em seus posts...e você sente ira ao saber que ela está conversando mais com uma outra pessoa virtual, assim como deixa de se alimentar quando ela deixa de frequentar os meios de diálogo digital...É isso, seu cérebro não distinguiu a emoção vinda de uma tela quadrada e teclados com a emoção ao vivo, presencial. Bastou ver uma figura reduzida numa foto e ler palavras digitadas que você entregou todas as suas resistências. Levantou a bandeira branca e sorriu para a situação da mesma forma que sorriria se tudo fosse com toque, com olhos nos olhos......
Realidade é assim que funcionou até hoje, ela só nos chega pelo que dela podemos perceber
É assim o tempo todo..
Vários sofrimentos surgem a partir do que não é real, ou seja, nós criamos a maioria de nossos sofrimentos, justamente por não aceitar a realidade como ela é. Quando crio expectativas sobre algo, estou criando algo que não existe.
E nossa percepção de segurança? Vivemos como se tudo fosse estático e permanente, mesmo sabendo que o chão abaixo de nós possui um conflito de placas tectônicas...Vivemos como se a terra não girasse e não tememos asteroides que podem se colidir com a terra..
Confiamos na pseudo segurança e escolhemos ver o que desejamos ou esperamos..
Assim não existe a realidade, mas as várias realidades..."O mundo é representação minha", como diria Shopenhauer.
Comemos carne e criticamos os cães destratados da China, mas não queremos conhecer a realidade dos nossos matadouros onde vários animais dóceis são criados para morrer de forma ignóbil. Escolhemos comer a carne e não saber de seu passado até chegar em nossa cozinha..
Realidade é isso, ela existe mas parece estar sempre distante, mesmo em vários momentos, existindo formas concretas de encontra-la.......